De pernas para o ar / Upside down

 Num destes fins-de-semana fui à Golegã, à Feira Nacional do Cavalo. Em vez de levar duas câmaras e quatro objectivas, levei uma pequena câmara (uma Fujifilm X10) e duas filhas. Para além disso, a bateria estava a acabar e, por isso, poucas fotografias podia tirar. Resolvi então ver até onde  a câmara aguentava.

Há quem diga que se deve fotografar com o Sol nas costas. Em minha opinião, não podia ser mais errado. O Sol de frente, quando bem usado, produz resultados fantásticos.

Aceite as limitações das câmaras e as imperfeições dos resultados. Nem sempre o “tecnicamente perfeito” é o melhor resultado. E principalmente, não tenha medo de quebrar as regras!

 

Some weekends ago, I went to Golegã, to its Horse Fair. Instead of carrying two SLR bodies and four lenses, I took the small Fujifilm X10 and two daughters. Besides that, the battery was almost over so I decided to see how far this small camera could be pushed.

Some people say that we should make your photos with the sun on your back. I my opinion they could not be more wrong. That is half way to a dull photo. A back light photo can produce fantastic results.

Accept the technical constraints of your camera and the imperfections of their outcome. Not always the “technically perfect” is the best result. And most of all, don’t be afraid. Break the rules.